(67) 98438-1299 Segunda a Sexta 9:00 - 19:00

Dicas de Apresentações Bem Sucedidas: O Nervosismo

Por Patricia Rodrigues

A expressão corporal é reflexo daquilo que pensamos e sentimos. O nervosismo é mais uma expressão disso e é facilmente notado. Para controlá-lo, é preciso aprender e treinar técnicas de postura e de gestos corretos para que elas surjam naturalmente. Além disso, ter a consciência das qualidades existentes na própria comunicação ou potencialmente prontas a serem aproveitadas promove o combate à inibição e o nervosismo, e dão a certeza de que se possui a qualidade, reforçando a confiança.

O aprendizado da gesticulação correta passa a ser um elemento positivo na comunicação e dá mais segurança. Vigiar o comportamento do corpo é instruí-lo a não concordar com os nossos temores e uma boa forma de combatê-los. Não se deve deixá-lo limitar as nossas ações, ao contrário, o conhecimento do próprio corpo e suas reações, como se posicionar, se mover, aumentam a confiança. Ser proativo é um caminho.

Algumas dicas importantes:

Quando o medo surgir, enfrente-o.

Todo mundo tem medo, receio de falar em público, até mesmo os grandes oradores. Isso é visível no tremor das mãos, no balançar desordenado das pernas, na face avermelhada. O controle sobre o medo virá com a prática e com a calma.

Mantenha o seu nervosismo sob controle. 

Em determinadas situações (diante de uma grande plateia, em um evento importante, uma apresentação etc) o nervosismo pode aparecer. Evite roer as unhas, mexer nos cabelos, andar sem rumo, isso só aumentará a sua tensão e sua intranquilidade. Para controlar o nervosismo, respire profundamente, relaxe o corpo, solte os braços. Assim que iniciar a apresentação, você perceberá que o nervosismo acabou, você já o domina.

Tenha uma postura, uma atitude segura e correta.

A linguagem corporal diz tudo, ou seja, é possível perceber o estado emocional de uma pessoa pelos gestos e posturas. Como são refletidos no corpo o que sentimos, ensine-o a refletir positivamente seus sentimentos: segurança, confiança, coragem, experiência. Ao fazer a sua apresentação, adote uma postura segura e confiante.

Antes do que falar, saiba o que falar.

Estar preparado, dominar o conteúdo, o assunto a ser desenvolvido é primordial em qualquer apresentação. Embora no decorrer da apresentação possa surgir algum fato que possa ser comentado, discutido e não faz parte no momento dos temas a serem abordados, procure ser breve sobre o mesmo, retornando rapidamente ao tema da sua apresentação, pois saber o que falar garante o sucesso do trabalho.

O problema não é tão feio assim!

Antes da gravação do seu trabalho, evite sofrer por antecipação. Pense sempre positivamente, mantenha a confiança e, mesmo que enfrente algum problema, as pessoas vão compreender. Preocupar-se muito com o que ainda não aconteceu desgasta muito, traz insegurança e o torna vulnerável para cometer erros mais facilmente. Desvie seus pensamentos, fixe no que está acontecendo. Você ficará mais calmo e tranquilo.

Evite vícios.

Evite vícios como colocar as mãos no bolso, brincar com a caneta, com o fio do microfone, trocar as pernas, isso só demonstra ainda mais o nervosismo. Procure agir o mais natural possível, não procure nas coisas o controle do seu medo ou nervosismo.

A respiração ajuda a sua voz.

A primeira coisa que entrega uma pessoa nervosa é a sua voz. Para controlar o nervosismo, respire profundamente, mantenha a calma, relaxe o corpo, mantenha a mente tranquila, concentre-se no que vai fazer. Assim, sua voz voltará provavelmente ao normal.

A prática vai te tornar experiente.

Com a prática, com o passar do tempo, ao adquirir experiências, você vai realizar as apresentações com naturalidade. Os detalhes já foram incorporados ao seu fazer, se tornaram parte do seu ser.

Deixe uma resposta

Fechar Menu